The End, Gente que Fez e Fetiches

FALSA LOURA - FIM DAS FILMAGENS

SALVE ROSANNE HOLLAND!

Fotos de cena - Luciana Benaduce Figueiredo

 Ontem, dia 08 de dezembro, em uma feira da Vila Maria, foram encerradas as filmagens de FALSA LOURA.
 O editor deste blog agradece o empenho fenomenal da equipe que conduziu com garbo e dedicação as cinco semanas e meio de intenso trabalho de um filme que havia sido previsto inicialmente para sete semanas.
 No entanto, o editor gostaria de fazer um agradecimento especial a atriz Rosanne Holland por seu talento, sensibilidade e disciplina; em momento algum, mesmo em condições adversas, eu ouvi dela a mínima reclamação ou qualquer pequeno desabafo de desagravo. Confesso que por conta dos doze remédios diários que sou obrigado a tomar, minha paciência e meu humor não são os mesmos de dez anos atrás; mesmo assim, continuo a gostar de trabalhar dando risada, falando besteira o tempo inteiro e só me preocupar com o que está sendo filmado naquele momento. Me irrita profundamente ouvir gente reclamando nas minhas costas, ser interrompido com problemas de produção antecipados e ver gente discutindo do meu lado. Sei que existem atores que rendem mais com berro nos ouvidos, sendo humilhados e ofendidos; ou pior, existem aqueles que estão sempre prontos a participar como co-roteiristas e achem ótimo modificarem a bel prazer os diálogos que levamos meses ou anos para escrever. Eu fujo desta raça como o diabo da cruz. Com Ênio Gonçalves, Vanessa Alves, Emílio di Biasi e Bertrand Duarte aprendi que dos atores o diretor não deve esperar palpites, mas subsídios. O ator ideal é essencialmente um cúmplice, nunca um crítico pentelho ou um advogado do diabo. Até FILME DEMÊNCIA eu achava que câmera resolvia tudo, inclusive encobrir atuações deficientes. Em um antigo filme me vinguei de um ator chato colocando-o de costas em suas cenas mais importantes. Hoje não faria mais isso, simplismente o substituiria por outro mesmo que tivesse gasto latas de negativo. O calvário que foram as filmagens de FILME DEMÊNCIA e a dedicação e entrega de seus protagonistas me ensinaram que a coisa que mais importa no momento da filmagem é quem está à frente das câmeras, que o ator é o cerne do filme e que é preciso estabelecer prioritariamente um pacto de mútua confiança entre ator/diretor tendo o próprio filme como único foco da relação. Rosanne é da rara estirpe de intérpretes magistrais e instintivos que se colocam inteiramente à disposição do filme que estão fazendo. Uma atriz perfeita para Martin Scorsese, Valério Zurlini, Kenji Mizogushi e Luis Sérgio Person. Eu a recomendaria imediatamente a qualquer diretor que procure no intérprete um interlocutor que literalmente "vista a camisa" do filme.
 Em resumo, Rosanne Holland é a anima e o sangue de FALSA LOURA e ponto!


FALSA LOURA - GENTE QUE FEZ

 Ao lado do diretor, a produtora Sara Silveira e a produtora executiva Maria Ionescu (na extrema esquerda).

 A operadora de som direto Gabriela Cunha.

 De óculos escuros, ao lado do diretor, a assistente de direção Vera Haddad.


FETICHES - UM ELOGIO À BELEZA

 O que Keyra Agustina, Keeley Hasell e Tula Cossey tem em comum?
 Todas as três foram consideradas as mais belas em alguma coisa e tiveram uma parte de seu corpo entrando no Guiness (da Patagônia). Beleza a gente não critica, aprecia!
 Para não chocar ou incomodar os leitores (as) mais suscetíveis e moralistas do Reduto do Comodoro, postei as fotos destes fenômenos da natureza no endereço da OLHOS LIVRES.
 Alguém vai me perguntar porque perco meu tempo com este tipo de postagem sáfica e eu vou responder que depois de seis semanas de trabalho insano o que eu quero mesmo é rosetar. Os incomodados que mudem de endereço....
http://www.olhoslivres.com/fetiches



Escrito por Carlos Reichenbach às 12h13
[]


 
   Ajuda dos Leitores do Blog

O QUE VIRÁ AGORA?

  Minha sócia Sara Silveira vive dizendo que eu enlouqueço ela com a quantidade de projetos de filmes que apareço a cada semana. A verdade é que as idéias surgem inesperadamente e de forma caudalosa. Elas podem vir de um sonho, de uma notícia de jornal, de uma citação poética (cujo maior manancial é sempre Murilo Mendes ou Jorge de Lima), de um acontecimento excepcional, de uma foto pinçada na internet, de um quadro obscuro, de uma experiência pessoal, etc.
 O MAR DAS MULHERES MORTAS é uma adaptação de um roteiro que escrevi aos 12 anos com um colega de escola, sob a influência da visão de um filme de Roger Corman (A Ùltima Mulher do Mundo) que vimos na tv preto e branco; o projeto de filme já adulto foi estimulado por um desenho do dramaturgo Fernando Arrabal, onde mulheres nuas saem de túmulos abertos no meio do deserto.
 UM DEUS DESARTICULADO nasceu da minha experiêncoa com a ressurreição no INCOR. Sempre quis fazer um filme sobre as as coisas que deixei de fazer, sobre os amigos que não soube acolher e sobre as mulheres que amei errado. Um acerto de contas comigo mesmo. Para este filme estou guardando carinhosamente as imagens (reais) do meu cateterismo inútil. Gostaria de abrir este vomitório com uma imagem violenta e abjeta: um dreno sendo inserido na genitália do protagonista. À partir daí o filme se desenvolverá na busca obsessiva do sublime nas suas formas mais inusitadas. Uma experiência radical de cinema extremo que encerra com uma imagem explícita de ejaculação feminina.
 Certos filmes nascem das tripas (como FILME DEMÊNCIA, meu melhor filme) e precisam ser feitos um dia para não enlouquecermos. UM DEUS DESARTICULADO, AS VESTAIS INSURRETAS e DOZE FENÔMENOS são exercícios de contrição, assim como FILME DEMÊNCIA.
 AS VESTAIS INSURRETAS foi imaginado para ser protagonizado por Ênio Gonçalves (o Fausto de FILME DEMÊNCIA), como um cineasta e escritor debilitado física e emocionalmente que se isola em um hotel-fazenda (Maristela?) para concluir um livro e que vê seu sossego ser implodido por produtores lascívos, críticos ressentidos, estudantes incômodos, ex-amantes histéricas, musas ensandecidas e vestais rebeldes e canibais.
 ROSA & MARTA narra os esforços de duas jovens enfermeiras para salvar um velho e esclerosado ídolo da música instrumental (Emílio di Biasi, o Mefisto de FILME DEMÊNCIA) das garras de um advogado inescrupuloso e de sua própria filha ambiciosa, uma pianista clássica de imenso talento e pouco caráter. Assim como em ALMA CORSÁRIA toda a trilha sonora foi composta por mim mesmo com antecedência e o filme deverá ser rodado em uma única locação (um sobrado decadente) e em pouco mais de 25 planos-seqüência.
 SOL VAMPIRO é um filme de horror quase experimental imaginado à partir de dezenas e clássicas teorias conspíratórias.
 ORGASMOS PROLETÁRIOS é uma comédia rasgada, surrealista, insolente e reichniana. Meu tributo pessoal ao melhor de Dusan Makavejev.
 ORIENTE O ANJO PARA A CRUZ é a reunião de dois antigos argumentos (O AMIGO CATÓLICO e ORIENTE) e narra a viagem de uma cineasta recém saída de uma traumática experiência de maternidade interrompida, sua jovem assistente que se converteu ao islamismo, um veterano diretor de fotografia misógeno e um velho produtor de locação semi-analfabeto com muita lição de vida para dar, na busca de cenários para um filme místico e surrealista sobre um padre que se descobre médium e abandona a batina. Gostaria de fazer este filme com a atriz Alessandra Negrini (que passou a sua infância e adolescência em Dois Córregos), com Ênio Gonçalves (o cineasta debilitado de As Vestais Insurretas) e a ótima atriz Marcia de Oliveira (de Bens Confiscados e Garotas do ABC). As filmagens, obviamente, aconteceriam em Dois Córregos, Torrinha, Brotas, Mineiros do Tietê e na líndíssima Bocâina, e sua matriz adornada com obras de Benedito Calixto.
 Todos os filmes sugeridos pelos cartazes fictícios abaixo estão em forma de argumento (de no máximo de 12 páginas). As filmagens de FALSA LOURA está chegando ao final e quero a partir das próximas semanas centrar esforços na escritura de meu próximo filme de ficção (vou realizar a seguir o meu primeiro documentário de longa metragem, "Asas Que Falam"). Por isso, faço a loucura de disponibilizar as imagens-gatilho deste cipoal de projetos fílmicos para que os fiéis do blog possam me ajudar a escolher o argumento a ser desenvolvido em forma de roteiro no primeiro semestre de 2007.

 



Escrito por Carlos Reichenbach às 17h00
[]


 
   Avant-Trailer 12

FALSA LOURA - MAIS FOTOS DE FILMAGEM

Fotos de cena - Luciana Benaduce Figueiredo

 Na foto: o diretor de fotografia Jacob Solitrenick (ABC), o editor do REDUTO e o assistente de câmera Eduardo Duque (o Pimenta), com a trena digital em punho.

 Na foto: além do editor do Reduto e das atrizes, a operadora de boom Ana Luiza Penna (filha do cineasta Hermano Penna).

 Na foto: o diretor assistente Daniel Chaia (ainda empunhando as suas muletas temporárias), a assistente de direção Alethea Silvestre (de costas, com fone no ouvido) , o editor deste blog, a maquiadora Emi Sato, Rosanne Holland e (de boné branco) o produtor de set Jair Neto (do "pito" odoroso).

 Na foto: (na extrema esquerda) a continuísta Letícia Tauffenbach.

 A atriz Vanessa Prieto se protegeu do cigarro de palha do produtor de set Jair Neto. Brincadeiras à parte, quem se destaca na foto, além de Vanessa é a atriz Renata Zhaneta.



Escrito por Carlos Reichenbach às 19h47
[]


 
   Avant-Trailer 11 e Filmes Futuros

DO ARQUIVO DE VANESSA PRIETO

- fotos da atriz Vanessa Prieto

 Bendito fruto entre as operárias de FALSA LOURA (Suzana Alves, Naruna Costa, Ingrid Silveira, Priscila Dias, Rosanne Holland e Vanessa Prieto).

 Rosanne Holland, Vanessa Prieto, Suzana Alves e Naruna Costa.

 Vanessa Prieto vê o mundo sob a dioptria de Cagliostro (digo, do editor). A camiseta Star Wars e o boné Telecine foi "obra" de Eleonora Reichenbach.


E APÓS "FALSA LOURA"...



Escrito por Carlos Reichenbach às 19h29
[]


 
   One Gift

CELSO ALENCAR, UM POETA IMENSO (E VIVO)

  Recebi do amigo Celso Alencar, um dos nossos (poucos) maiores e viscerais poetas vivos um e-mail e um poema que gostaria de "socializar" com os fiéis do REDUTO.

 Oi D. Carlos
 Espero que tudo esteja bem com você. Tenho acompanhado as notícias e entre elas a da filmagem do Falsa Loira. Aguardemos. O Garotas do ABC, mostrou-me a inventividade, a sua linguagem e a sua direção para as questões humanas. Sinto-me feliz em poder compartilhar desse momento do cinema brasileiro e da criação que você projeta. Estive ausente de São Paulo (desde maio de 2005) em virtude de um trabalho para o minc. Não mudei de cidade, mas fiquei um pouco distanciado de São Paulo. estou envolvido com o novo livro, o Poemas Perversos. Creio que ainda em dezembro esteja entregando ao editor. À base de chicotadas. O editor é mais perverso que o livro. Ele é um artista plástico dotado de uma afortunada crítica. É escultor e gravurista. Trata-se de um mecenas. Um camarada que gostou da minha poesia e a tem publicado. Ainda bem que no mundo encontramos pessoas sensiveis às artes. Aliás você deve estar recebendo um convite dele para um evento que acontecerá em dezembro. Trata-se do Pantemporâneo. Um centro cultural que será erguido na Nove de Julho, próximo a Estados Unidos. Com recursos próprios (dele). Vai ser algo fabuloso. Um espaço para as manifestações artísticas. Um prédio de 4 andares, dois subsolos, salas para palestras, cursos, exposições, etc.etc. Tenho certeza que você vai gostar dele. Um camarada extremamente simples. Espero que possamos nos encontrar em breve. Isso se sua agenda permitir. Anexo lhe encaminho um poema do novo livro.
 
Grande abraço e felicidades no Falsa.
Do amigo
Celso Alencar.

 
PRIMAVERA

A primavera é dividida em quatro partes.
Rigorosamente em quatro partes.
A primeira.
A segunda.
A terceira.
A quarta.
Por ser péssimo em cálculos matemáticos
conto somente até quatro e reproduzo
entre o céu da boca e a minha língua
os números, um, dois, três, quatro.
                        
E vou pelas margens do rio
sob o sol do fim do mês
vendo os peixes comendo flores
os pássaros nos galhos
e as cobras deslizando
pelos troncos das árvores.
Não me incomoda a primavera
nem mesmo dividida em dois
dentro da lata do lixo.

Eu caminho, porque é necessário
que as minhas pernas amadureçam
antes da lavagem dos panos
de chão, da cozinha.
Eu não tenho nenhum dedo
de sobra nas mãos
e nenhuma boca que fale
as palavras de minha irmãzinha
chamando as galinhas
para dar-lhes milho fresco.

Tenho dentro da minha víscera interior
um nome que se desloca
Como as aves do inverno
e eu não digo nada
porque as minhas mãos
são iguais às daqueles que
trabalham nas plantações de arroz.
Ora, como falar de dentro de mim?
Meu nome não está impresso
em nenhuma página que mostre
o globo do meu olho.
Por isso eu conto desarrumado
quatro vezes na primavera.
Um, dois, três, quatro.

E eu ainda falo:
Olha o prato quebrado sobre a mesa.
Olha as formigas andando nas paredes.
Olha a minha irmãzinha chamando as galinhas.
Olha as prostitutas comendo o meu braço.
Olha o sangue que sai do meu pênis
Como se menstruação houvesse em mim.
Eu falo do leite em pó,
do mel da abelha silvestre,
das margaridas que pousam sobre as tábuas
e das crianças que enlouqueceram cegas.
                          
Eu tenho a primavera dentro de mim.
Quatro vezes dentro do meu dedo inferior.


ESPAÇO PANTEMPORÂNEO - A TOMADA
 Nos dias 9 e 10 de dezembro, das 10 às 17 horas, artistas do grafite, poetas, contistas e artistas da colagem, inclusive dos chamados lamb’s, todos previamente convidados, ocuparão um sobrado na Av. 9 de Julho nº 3.653, nos Jardins (a 50 metros da Rua Estados Unidos), para marcar o local em que, brevemente, surgirá o Espaço Pantemporâneo, voltado para as artes visuais, a arquitetura, a literatura, as humanidades e as manifestações culturais em geral.
 O imóvel terá suas paredes internas e externas (e até mesmo tetos e pisos, se for o caso) ocupadas com grafites, pinturas, colagens, lamb’s, textos etc. produzidos diante dos presentes.
 Participarão do evento os poetas e contistas Alberto Beuttenmüller, André Arruda, Beatriz Helena Ramos Amaral, Beth Brait Alvim, Carlos Figueiredo, Claudio Willer, Celso de Alencar, Eunice Arruda, Helena Armond, Ieda Estergilda Abreu, José Nêumanne, Luiz Roberto Guedes, Marcia Denser, Marola Omartem, Nilson Machado, Raimundo Gadelha, Rodrigo Petrônio, dentre outros.
 Participam também os seguintes artistas do grafite, da colagem e dos lamb’s: Alexandre Puga, Alto * Contraste (Lygia Corrêa e Lucio Dedubiani), Amanda Mei, Anjo, Cena7, Clark, Cris Arenas, Emol, Eve14, FabioQ, Feik Rapcrew, Flavia Mielnik, Guid, Jorge Tavares, Luis Birigui, Luiz Queiroz, Mari Dias, Nana Mello, Pumuky, Ramon Martins, Rodolpho Parigi, Sandino, Sprays Poéticos (Rica P, Bete Nóbrega, Celso Gitahy, Donato, Kaleb e Ózi), Téia, Tikka, Tota, UGI, Vado do Cachimbo, Vermelho, wel016 e Zeila Trevisan.
 A curadoria é de Jorge Anthonio e Silva e a direção do artista plástico Valdir Rocha.
 Os visitantes são convidados a levar suas máquinas para filmar e fotografar o processo criativo e o resultado final dos trabalhos integrantes da mostra.
 O futuro Espaço Pantemporâneo contará com projeto arquitetônico de Antonio Dias Neto, cuja maquete será mostrada durante a Ocupação Cultural.
 A exposição ficará aberta nos dias 9, 10, 16 e 17 de dezembro, das 10 às 17 horas.



Escrito por Carlos Reichenbach às 14h33
[]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 27/08/2006 a 02/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005



OUTROS SITES
 TODOS OS LINKS CONSULTADOS E VISITADOS PELO REDUTO DO COMODORO
 LINKS RÁPIDOS [DE PESQUISA]
 OLHOS LIVRES - o site de Carlos Reichenbach
 REDUTO DO COMORO - Ampliado no site OLHOS LIVRES
 REDUTO DO COMODORO 2004
 O ESSENCIAL DO FILME NOIR
 O ESSENCIAL DO FAROESTE AMERICANO
 O ESSENCIAL DO FILME DE GANGSTER
 O ESSENCIAL DO FAROESTE SPAGUETTI
 O ESSENCIAL DO FILME MUSICAL AMERICANO
 O ESSENCIAL DO CINEMA EXTREMO
 O ESSENCIAL DO FILME FANTÁSTICO E DE HORROR PARTE 1
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 60
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 70
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 80
 PERFORMANCES ANTOLÓGICAS DO CINEMA BRASILEIRO


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!