NOVO MOSAICO

MOSAICO DE FILMES EXTREMOS E PERTURBADORES

OS FILMES

 "Dreams That Money Can Buy" (Hans Richter - 1947). Longa metragem vanguardista realizado por pintor surrealista e teórico do cinema-Dada. O projeto começou a ser estruturado em 1944, quando Richter era diretor do Institute of Film Techniques, no City College de Nova Iorque. Contribuíram em sua realização, amigos de Richter como Max Ernst, Marcel Duchamps, Man Ray, John Cage, Alexander Calder e Fernand Leger. Descrito como "um filme surrealista com toques Junguianos", "Dreams That Money Can Buy" custou US$ 25.0000, levou três anos para ser concluído e foi recebido com vaias contundentes e bravos emocionados. O filme recebeu um prêmio especial do júri no Festival de Veneza, de 1947.

 "Vento do Leste" (Grupo Dziga Vertov -1970). Panfleto audiovisual de Godard e Jean-Pierre Gorin contra o cinema colonialista. Um petardo que impõe olhos (e mentes) livres para ser apreciado. Godard levou um produtor na conversa dizendo que ia filmar um faroeste; vestiu Gian Maria Volonté de confederado, colocou uma espingarda velha na mão dele, tirou fotos, pegou uma grana e saiu filmando cenas - aparentemente - sem pé nem cabeça, incluindo a equipe, os amigos, as namoradas, a claquete, a cartilha Maoísta, o Nagra, a maquiadora, pontas pretas, etc, etc, etc, etc.... Este é o filme mais extremo (em todos os sentidos) do Camarada Godard.

 "Murmúrios do Rio Fuefuki", (Keisuke Kinoshita - 1960). Obra prima do mestre Kinoshita com várias cenas pintadas à mão, fotograma por fotograma. Uma experiência única e magistral de aproximar cinema e pintura.

 "Dr. Caligari" (Stephen Sayadian - 1989). Filme experimental de realizador culto e talentoso, cuja carreira degringolou - em seguida - na produção de cinema pornográfico. Poucos filmes conseguiram dividir tanto as opiniões dos espectadores. Só no IMDB é possível recolher opiniões tão díspares como: "This is simply one of the strangest films ever made.", "Shit!" e "One of the great films, a true work of art.". A verdade é que "Dr. Caligari" impressiona com suas imagens impactantes e - assumidamente - debochadas e artificiais.

 "Dolla Morte" (Bill Zebub - 2006). "Superprodução" de Bill Zebud, o Peter Baiestorff americano. Um dos filmes mais blasfemos já concebidos. Inteiramente filmado - de maneira propositalmente tosca - com bonecos icônicos; incluindo Falcons, Barbies (maquiadas com pentelhos humanos), o Papa, o presidente americano, etc. Zebub "amarela" vergonhosamente quando tenta "livrar a cara" na introdução da obra.

 "Beautiful Teacher In Torture Hell" (Masahito Segawa - 1985). Exemplar representante do cinema "Pinku" (leia-se: bondage, sadismo, rapto, humilhação e tortura) tão apreciado pelos tarados do Sol Nascente. Experts afirmam que o filme de Segawa é pinto (no melhor sentido) perto de obras como "All Women Are Whores" e "Captured for Sex 2", que levam ao zênite os extertores da misogenia. Esse gênero de filme já foi definido como "sick exploitation cinema". Com um atento espírito de tolerância, no entanto, é possível detectar - no filme de Segawa - uma incômoda e depravada beleza angustiada.

 "House" aka "Hausu" (Nobuhiko Obayashi - 1977). Mistura de gêneros num filme delicioso, ultra-colorido, engraçado, assustador e surrealista. Obayashi parecia, neste segundo filme, querer seguir a trilha de Kinoshita e Michio Yamamoto (o Mojica nipônico).



Escrito por Carlos Reichenbach às 22h07
[]


 
   Memória

O NORTE DE GLAUBER

 Glauber Rocha aponta o caminho em "VENTO DO LESTE", de Jean Luc Godard e Jean-Pierre Gorin (1970): "O cinema do terceiro mundo é um cinema perigoso; divino e maravilhoso!".



Escrito por Carlos Reichenbach às 20h14
[]


 
   MOSAICO - PARTE 2

NOTAS RÁPIDAS SOBRE ALGUNS FILMES DO MOSAICO

Miyamoto Musashi AKA Zen and Sword (Tomu Uchida - 1961) - Disponível no ASIA TEAM

 Primeiro dos cinco filmes da saga dirigida pelo grão-mestre Tomu Uchida. Uma obra prima épica e reflexiva. Uma verdadeira aula de cinema, especialmente na questão da utilização do campo e contracampo. A seqüência em que Miyamoto é alçado ao topo de uma imensa árvore, ficando exposto a humilhação pública, ao calor do sol escaldante e ao frio da noite e da chuva torrencial, deveria fazer parte de todos os currículos de mise-en-scene nos cursos de cinema. Sabe-se que o "calcanhar de Aquiles" de todo estreante na direção de filmes é saber dominar a questão da quebra de eixo (uma ciência que certos realizadores despreparados deixam sempre a cargo dos fotógrafos).

 Uchida nos ensina - acuradamente - como dominar o eixo na sua vertente mais complexa: a questão da altura. Em filmes assinados por diretores e fotógrafos incompetentes, nós - espectadores - nunca conseguimos perceber de imediato quem está em cima e quem está embaixo. O saudoso Oswaldo Sampaio (A ESTRADA e SINHÁ MOÇA) puxou a orelha do grande diretor de teatro Flávio Rangel, na estréia de seu único longa metragem, GIMBA, PRESIDENTE DOS VALENTES (1963) por filmar aleatoriamente uma seqüência de tiroteio na favela, onde policiais e bandidos pareciam trocar tiros a esmo (GIMBA, no entanto, permanece na nossa memória pelo belíssimo final do garoto correndo pela cidade, assumidamente uma homenagem a OS IMCOMPREENDIDOS, de Truffaut).

Finnegan´s Wake (Mary Ellen Bute - 1966) - Disponível no CINEMAGEDDON

 Uma surpreendente ousadia: filmar o livro mais complexo de James Joyce. Embora a diretora assuma - na apresentação - que pretendia apenas oferecer uma leitura pessoal de certos fragmentos do livro, trata-se de uma empreitada arriscadíssima. O maior mérito de Mary Ellen Bute é conseguir transformar as palavras de Joyce em música para os ouvidos. Uma gema do cinema independente, cuja locação do VHS nos Estados Unidos custa uma fortuna.

Naked Paradise AKA Mago (Hyeon-il Kang - 1992) - CORÉIA DO SUL - Disponível no ASIA TEAM

 Alguém definiu no IMDB, com muita propriedade e humor, este filme experimental coreano: "Quando A MONTANHA SAGRADA, de Jodorovski, encontra Koyanisquatsi, Salvador Dali e o Greenpeace.".

 MAGO (NAKED PARADISE) tem algumas das fusões mais esquizofrênicas já vistas. Um trem de Metrô sai do interior de um túnel para mergulhar no interior da garganta de um neurótico que grita.

 Hyeon-il Kang deve ter visto (e "chupado") os melhores filmes e vídeos de Arthur Omar.

 O coreano mistura, sem dó nem pena, todos os ícones modernos do audiovisual mundial. As magistrais seqüências de gente pelada nada mais são do que "citações" a Spencer Tunick, o fotógrafo que vive sendo preso por despir multidões.

 Hyeon-il Kang é um tremendo cara-de-pau, mas seus filmes - pela assumida apropriação descarada de idéias alheias - são deliciosos exercícios de tolerância. Conforme a disponibilidade de quem os assiste, podem irritar, fascinar, encher o saco, dar sono e até dar tesão.

Salambò (Sergio Grieco - 1960) FRANÇA - Disponível na própria pesquisa do DREAMULE

 Foi Rubem Biáfora quem primeiro chamou a atenção para o talento do diretor Sergio Grieco, especificamente nos filmes de reconstituição histórica (os tradicionais "pepluns" italianos), por ocasião do lançamento brasileiro de A RAINHA DOS TÁRTAROS (1961). Realmente, Grieco possui uma austeridade que impressiona. A RAINHA, ao lado de A ESCRAVA DE ROMA (1960) e SALAMBÔ (1960 - produção francesa, adaptada de Flaubert), forma um tríptico de dar inveja aos melhores Cottafavis e Fredas do gênero. Ao contrário da maior parte dos "pepluns", as reconstituições históricas de Grieco primam pela acuidade, frutos de uma pesquisa rigorosa, mas que não abdica da liberdade poética (normalmente só detectáveis nas melhores encenações teatrais). Pela elegãncia, os "pepluns" de Grieco lembram os filmes "shakespearianos" de Orson Welles e a classe de Joseph Mankiewicz. As seqüências de multidão e batalha são decupadas com beleza e rigor; isso sem falar de suas protagonistas, sempre filmadas com generosidade (Rosana Podestá, Chelo Allonso e a linda Jeanne Valerie, de SALAMBÒ). A trilogia de Grieco explicita as nuances que separam o cinema clássico do acadêmico.

A Quiet Place to Kill AKA Paranoia (Umberto Lenzi - 1970) - Disponível no CINEMAGEDDON

 Umberto Lenzi é um realizador da estirpe de Joe D´Amato, Ruggero Deodato e Jesus Franco. Prolíficos, fizeram filmes demais, exercitaram quase todos os gêneros, erraram muito, mas - quando acertavam - legaram obras magníficas.

 O blog do Leandro Caraça (VIVER E MORRER NO CINEMA) republicou uma imensa entrevista de Lenzi, onde o diretor confessa que PARANÓIA aka A QUIET OLACE DO KILL aka ORGASMO é o seu filme preferido.

 Difícil catalogá-lo como um "giallo" convencional. O filme possui todas as qualidades habituais dos melhores policiais baratos (e eficientes) de Lenzi.

 Para quem já foi chamado de "sub-Deodato", por conta dos filmes canibais, Lenzi demonstra mais talento para filmar ação que seu referido "mestre". Como bom artesão, ele sempre me pareceu mais próximo de Duccio Tessari e Bruno Corbucci. Por não se fixar num único gênero, acabou sendo relegado ao terceiro escalão; injustamente. É incrível como - sistematicamente - se desprestigia, pelo arraial da crítica convencional, os chamados "paus para toda obra". Sobretudo nas plagas onde é comum enaltecer a perfumaria, o modismo, a falsa eficiência e a esquisitice.



Escrito por Carlos Reichenbach às 14h56
[]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO
 03/08/2008 a 09/08/2008
 27/07/2008 a 02/08/2008
 13/07/2008 a 19/07/2008
 06/07/2008 a 12/07/2008
 22/06/2008 a 28/06/2008
 15/06/2008 a 21/06/2008
 08/06/2008 a 14/06/2008
 25/05/2008 a 31/05/2008
 11/05/2008 a 17/05/2008
 04/05/2008 a 10/05/2008
 27/04/2008 a 03/05/2008
 20/04/2008 a 26/04/2008
 13/04/2008 a 19/04/2008
 06/04/2008 a 12/04/2008
 30/03/2008 a 05/04/2008
 23/03/2008 a 29/03/2008
 16/03/2008 a 22/03/2008
 09/03/2008 a 15/03/2008
 02/03/2008 a 08/03/2008
 24/02/2008 a 01/03/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 03/02/2008 a 09/02/2008
 27/01/2008 a 02/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 13/01/2008 a 19/01/2008
 06/01/2008 a 12/01/2008
 30/12/2007 a 05/01/2008
 23/12/2007 a 29/12/2007
 16/12/2007 a 22/12/2007
 09/12/2007 a 15/12/2007
 02/12/2007 a 08/12/2007
 25/11/2007 a 01/12/2007
 18/11/2007 a 24/11/2007
 11/11/2007 a 17/11/2007
 04/11/2007 a 10/11/2007
 21/10/2007 a 27/10/2007
 14/10/2007 a 20/10/2007
 07/10/2007 a 13/10/2007
 30/09/2007 a 06/10/2007
 23/09/2007 a 29/09/2007
 02/09/2007 a 08/09/2007
 26/08/2007 a 01/09/2007
 19/08/2007 a 25/08/2007
 12/08/2007 a 18/08/2007
 05/08/2007 a 11/08/2007
 29/07/2007 a 04/08/2007
 22/07/2007 a 28/07/2007
 15/07/2007 a 21/07/2007
 08/07/2007 a 14/07/2007
 01/07/2007 a 07/07/2007
 24/06/2007 a 30/06/2007
 17/06/2007 a 23/06/2007
 10/06/2007 a 16/06/2007
 03/06/2007 a 09/06/2007
 27/05/2007 a 02/06/2007
 20/05/2007 a 26/05/2007
 13/05/2007 a 19/05/2007
 22/04/2007 a 28/04/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 08/04/2007 a 14/04/2007
 01/04/2007 a 07/04/2007
 25/03/2007 a 31/03/2007
 18/03/2007 a 24/03/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 25/02/2007 a 03/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 28/01/2007 a 03/02/2007
 21/01/2007 a 27/01/2007
 14/01/2007 a 20/01/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 24/12/2006 a 30/12/2006
 17/12/2006 a 23/12/2006
 10/12/2006 a 16/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 26/11/2006 a 02/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 05/11/2006 a 11/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 15/10/2006 a 21/10/2006
 08/10/2006 a 14/10/2006
 01/10/2006 a 07/10/2006
 24/09/2006 a 30/09/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 03/09/2006 a 09/09/2006
 27/08/2006 a 02/09/2006
 20/08/2006 a 26/08/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 25/06/2006 a 01/07/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 11/06/2006 a 17/06/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 28/05/2006 a 03/06/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 14/05/2006 a 20/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 28/08/2005 a 03/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 14/08/2005 a 20/08/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 01/05/2005 a 07/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 03/04/2005 a 09/04/2005
 27/03/2005 a 02/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 13/02/2005 a 19/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005



OUTROS SITES
 TODOS OS LINKS CONSULTADOS E VISITADOS PELO REDUTO DO COMODORO
 LINKS RÁPIDOS [DE PESQUISA]
 OLHOS LIVRES - o site de Carlos Reichenbach
 REDUTO DO COMORO - Ampliado no site OLHOS LIVRES
 REDUTO DO COMODORO 2004
 O ESSENCIAL DO FILME NOIR
 O ESSENCIAL DO FAROESTE AMERICANO
 O ESSENCIAL DO FILME DE GANGSTER
 O ESSENCIAL DO FAROESTE SPAGUETTI
 O ESSENCIAL DO FILME MUSICAL AMERICANO
 O ESSENCIAL DO CINEMA EXTREMO
 O ESSENCIAL DO FILME FANTÁSTICO E DE HORROR PARTE 1
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 60
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 70
 O ESSENCIAL DO CINEMA FANTÁSTICO E DO FILME DE HORROR - ANOS 80
 PERFORMANCES ANTOLÓGICAS DO CINEMA BRASILEIRO


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!